Bandeira vermelha! Significado na sua conta de energia!

A tarifa de bandeiras significa que o governo não fez o dever de casa. Não houve planejamento correto para investimentos em energia e, como consequência, temos de usar a geração de energia cara das termoelétricas.

Para tentar amenizar a situação das nossas contas de luz e, possivelmente, compensar os erros cometidos pelas políticas públicas, a ANEEL, agência reguladora do setor elétrico brasileiro, criou a tarifa de bandeiras.

A tarifa de de luz de bandeiras basicamente mostra o quão caro está sendo, em um determinado momento, produzir energia. São três cores para a tarifa de bandeiras que demonstram os custos de produzir energia: verde, para produção mais barata; amarela, para uma produção de energia de custo intermediário; e vermelha, quando a produção de energia está mais cara.

A tarifa de luz bandeira vermelha geralmente vai acontecer quando as termelétricas tem de ser acionadas para compensar um ano de produção ruim para as hidrelétricas, principalmente anos em que chove menos. A tarifa de luz amarela vai acontecer quando há algumas dificuldades pontuais na produção mais barata de energia como, por exemplo, quando há uma seca mais ou menos prolongada em alguma região do país e as hidrelétricas não produzem toda a energia que tem capacidade. A tarifa de luz verde, ideal, acontecerá quando as condições de geração de energia são ideais, ou seja, mais baratas.

Qual a função das tarifas da conta de luz?

Ela é uma forma das companhias energéticas brasileiras repassarem os custos de produção de energia aos consumidores, evitando que grandes aumentos na conta de luz aconteçam novamente e, principalmente, que a falta de ajustes na conta de luz atrapalhem os investimentos no setor elétrico, que são essenciais para que a conta de luz fique mais barata no futuro e possamos levar energia elétrica para mais pessoas no país.

Qual o custo de cada cor no sistema de bandeiras?

Na bandeira verde, quando as condições para geração de energia são favoráveis, não há nenhum acréscimo à conta de luz. Na bandeira amarela, quando há condições de geração menos favoráveis, serão acrescentados R$ 0,025 para cada quilowatt-hora (kWh) consumidos. Na bandeira vermelha, quando há condições mais custosas de geração, serão acrescentados R$0,055 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Não é ruim esse sistema de tarifas de bandeiras. Na verdade, é positivo, pois evita que grandes aumentos na conta de luz aconteçam de uma só vez e evita também que as concessionárias de energia não tenham dinheiro para novos investimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *